Newsletter
Facebook
Twitter
Folha de São Pedro
Buscar
Barjas Negri recebe prefeitos da região para tratarem de problemas no SUS
O prefeito Barjas Negri e o secretário de Saúde, Dr. Pedro Mello, receberam na tarde desta quarta-feira, (25) 11 prefeitos da região e seus secretários para tratarem de questões relativas ao Sistema Único de Saúde (SUS). Há uma preocupação generalizada em
O prefeito Barjas Negri e o secretário de Saúde, Dr. Pedro Mello, receberam na tarde desta quarta-feira, (25) 11 prefeitos da região e seus secretários para tratarem de questões relativas ao Sistema Único de Saúde (SUS). Há uma preocupação generalizada em relação à qualidade do atendimento à população com a queda na receita dos municípios, decorrente da crise econômica do país. A maioria investe em saúde entre 28 a 29% de suas receitas diretas, muito acima da média nacional, mas os recursos, apesar de elevados, não estão sendo suficientes para bancar toda a demanda, que vem crescendo a cada ano.
Dificuldades comuns em relação ao desequilíbrio entre oferta e demanda na área da saúde, necessidade de unir forças políticas e fazer um levantamento técnico para apresentar à DRS – Diretoria Regional de Saúde – em busca de aumento na PPI (Programação Pactuada e Integrada), diretriz que define os investimentos do Estado na saúde, são alguns dos resultados da reunião, entre os prefeitos Helinho Zanatta (São Pedro), Antônio Carlos Defavari (Rio das Pedras), Rodrigo Proença (Capivari), Romeu Verdi (Charqueada), Paulo Barboza (Águas de São Pedro), José Antônio de Campos (Ipeúna), Mauro da Costa (interino de Mombuca), Uil Maia (Rafard), Carlos Lisi (Saltinho), Narciso Bistafa (Santa Maria da Serra. O encontro, realizado em Piracicaba, também teve a participação dos secretários de saúde dos municípios.
Barjas Negri sugeriu que o trabalho siga por duas frentes. “No campo político, temos que marcar uma reunião com o secretário estadual de Saúde, David Uip e com o governador do Estado, Geraldo Alckmin. No campo técnico, temos de dialogar com o DRS-10, para a revisão do teto da PPI (Programação Pactuada e Integrada), junto ao governo do Estado, e vinda de novos recursos”. Disse também  que todos os prefeitos devem estar conscientes da importância do Hospital Regional. “Com ele em funcionamento, resolveríamos metade dos nossos problemas”, enfatizou. “Esta questão será colocada na mesa do secretário do Estado e do governador para que eles se posicionem e acelerem esse processo de colocar a unidade em funcionamento”. Segundo o prefeito, as pendências do HR podem ser resolvidas rapidamente.
Pedro Melo, falou sobre as dificuldades que Piracicaba enfrenta de atender toda a região acima do que foi pactuado na PPI. “Temos nossas limitações físicas e orçamentárias, como vocês, e  precisamos encontrar alternativas junto ao governo estadual e em Brasília para a obtenção de novos recursos, o que exige uma ação política organizada entre os prefeitos, como vocês estão iniciando hoje”. Cada prefeito se posicionou dentro de um mesmo contexto, de restrição orçamentária e de estrutura.
Hélio Zanatta, prefeito de São Pedro, observou que os municípios precisam elaborar um relatório organizado e consistente, para que a reunião com o DRS-10 não se perca em dúvidas sobre a realidade de cada município e da região. “Temos de chegar com dados e números que não deixem dúvidas sobre o que estamos fazendo para resolver o problema e o que propomos para superá-lo”.
Carlos Defavari, prefeito de Rio das Pedras, sintetizou a realidade dos municípios pequenos ao observar que é preciso ficar atento à necessidade do dia a dia. “Os atendimentos emergenciais precisam ser resolvidos de imediato, em paralelo a esta proposta técnica e política apresentada”, disse.
Ficou combinado que as microrregiões iniciem urgentemente um trabalho técnico, dimensionando a vocação de cada município em relação aos serviços de saúde, destacando aquilo que de fato cada um tem condições de oferecer, para que seja repensada a estrutura de atendimento no plano regional. O entendimento é de que as cidades poderão se ajudar mais se cada uma fizer aquilo que está preparada para fazer e transferir para outras maiores serviços mais complexos.
Pedro Mello foi escalado para agendar a reunião técnica junto ao DRS-10. Especialmente sobre o teto da PPI. Piracicaba é uma referência regional em saúde para cirurgias de média e alta complexidade. Serviços que a maioria das cidades pequenas presentes no encontro tem dificuldades para oferecer à população em escala adequada para atender a demanda elevada.
 
Compartilhar:
Enviar notícia por email
X
(O link da notícia será enviado automaticamente)
Sugerir correção para a Folha de São Pedro
X
(O link da notícia será enviado automaticamente)
Desenvolvimento de Sites
Dr Pollyany
Guia São Pedro Online
Desenvolvimento de Sites
Guia São Pedro Online
Dr Pollyany