Newsletter
Facebook
Twitter
Folha de São Pedro
Buscar
APEOESP É CONTRA O PL 920 E FARÁ ATO PÚBLICO EM SÃO PAULO
Em entrevista coletiva, na tarde desta segunda-feira, 6 de novembro, a presidenta da APEOESP ( Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), Maria Isabel Noronha, a Bebel, disse que o Sindicato é contra o Projeto de Lei Complemen

Em  entrevista coletiva, na tarde desta segunda-feira, 6 de novembro, a presidenta da APEOESP ( Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo),   Maria Isabel Noronha, a Bebel, disse que o Sindicato é contra o Projeto de Lei Complementar  920/17, que  se for aprovado poderá congelar  por cinco anos os salários e a evolução funcional de todas as carreiras dos servidores públicos do Estado.

“ Já estamos a três anos sem reajuste salarial, e se este projeto for aprovado ficaremos mais 2 anos sem nenhum aumento.  Estamos fazendo inúmeras reuniões  com  representantes das nossas 94 subsedes   que englobam mais de 600 municípios, inclusive com sindicatos de outras categorias que também apoiam o movimento, com o objetivo de  o governador  retirar o projeto”. Explicou  Bebel.

 

A Sindicalista, disse ainda que o clima de insatisfação  abrange todas as categorias do funcionalismo público. Ainda mais depois que foi retirado o projeto de votação para novas audiências públicas sobre o tema.  Bebel conta ainda que  conta com apoio de  deputados  tanto da oposição  e também  da posição  nesta luta.

 

“Não é justo o governo  tirar do funcionalismo público o direito que é dele, para quitar  dívidas do Estado com a União. Corremos o risco de ter ainda mais prejuízos no atendimento não só da educação, como na saúde, habitação,” enfatizou a presidenta.

 

EDUCAÇÃO

Falando especifica na área da educação,  Bebel   disse que apenas na região de Piracicaba, que conta com 4000 professores, cerca de  10%, ou seja,  400  da categoria “O”, terão seus contratos  finalizados em dezembro e só poderão retornar após 180 dias,  o que obviamente trará um prejuízo enorme para o próximo ano letivo, com a  falta de professores .   Em todo o Estado, deverão ser  dispensados  22 mil professores da categoria “O”.   

 

ATO PÙBLICO CONTRA PL

Um ato público,  vai acontecer nesta sexta-feira, 10 de novembro, na Praça da Sé, e em frente ao Palácio do Governo, onde estarão reunidos  demais sindicatos ligados ao funcionalismo público  e também a população, contra a aprovação da PL 920.

 

Compartilhar:
Enviar notícia por email
X
(O link da notícia será enviado automaticamente)
Sugerir correção para a Folha de São Pedro
X
(O link da notícia será enviado automaticamente)
Desenvolvimento de Sites
Guia São Pedro Online
Dr Pollyany
Desenvolvimento de Sites
Dr Pollyany
Guia São Pedro Online