Newsletter
Facebook
Twitter
Folha de São Pedro
Buscar
Secretária de educação diz que aluno tem de ser preservado
“A escola tem que ser gostosa, bonita para o aluno sentir orgulho de estar estudando nela”, afirmou.
Rosely Arrojo tem 57 anos, é graduada em pedagogia pela Faculdade Campus Salles, graduada em matemática pela Unicamp, com pós-graduação em políticas públicas e em Educação em Direitos Humanos pela USP, professora, diretora regional de ensino na capital paulista por duas gestões, co-autora dos livros “Violência contra a mulher :como agir”e “Casa segura para o idoso”, Ganhadora em 2008, do Prêmio Paulo Freire com um projeto de não violência nas escolas, Seu novo desafio: Secretária de Educação na nova gestão do prefeito Helio Zanatta.

“A proposta é que São Pedro seja uma cidade educadora. Todos engajados em educar. O bombeiro, o jornal, o prefeito, o farmacêutico,o dono de restaurante por que não? A educação é a base de tudo. Se tivermos um povo educado, ele vai ser feliz”, disse Rosely.

Assim que iniciaram os trabalhos, Rosely se reuniu com os supervisores de ensino e visitou as unidades escolares. “Precisamos afofar o terreno para receber nossos diretores, afofar o terreno para professores e alunos e traçar rumos para a educação este ano. Como gosto de trabalhar com a comunidade, quero que estejam presentes e façam parte da escola”, ressaltou.

Segundo dados da secretária, até quinta-feira 10, foram matriculadas nas escolas municipais da estância, 3.862 alunos, assim distribuídos: 57 alunos para berçário I; 51 para berçário II; 120 no maternal I; e 145 no maternal II. Na pré-escola I são 264 alunos matriculados; 261 na pré-escola II; 1.868 entre do 1º ao 5º ano; e 1.096 do 6º ao 9º ano. O ano letivo começa no dia 4 de fevereiro.

“É importante dizer que sobre remoção e transferências das crianças, que já estão sendo feitas, estamos levando em conta o bem estar do aluno e da família. Indagada sobre a nova Creche Juciê Siqueira do Dorothea, Rosely diz que “ estamos fazendo avaliação sobre a questão do mobiliário. Temos demanda sim para a nova escola básica infantil, estamos só aguardando para que seja conduzida e inaugurada, afinal queremos cobri toda a demanda”. comentou Rosely.

Quanto a dúvida sobre o ensino continuar sendo apostilado pelo sistema objetivo, a Secretária diz que nada pode ainda ser afirmativo. “Vou aguardar a volta dos diretores que estão em férias e vamos fazer uma reunião e avaliar o método. Educação não é feita por uma pessoa, vamos discutir e chegar a um consenso”.

“Esse desafio veio para coroar a minha vida. Fiz tanta coisa na educação. E coloco à disposição da educação de São Pedro a minha vida profissional de 38 anos de magistério. Tudo que aprendi e que quero continuar aprendendo. Trouxe uma bagagem sim, mas tem muita gente boa aqui, que vamos escutar e somar”, garantiu.

“Moro em São Pedro há 13 anos. Adotamos a cidade, e quero que seja cada vez melhor. Quero criar meus netos na educação pública desta cidade. Podem me cobrar. Todo mundo trabalhando e todo mundo se cobrando, porque o nosso centro qual é? É o nosso aluno. Ele é que tem de ser respeitado na essência, então tudo tem de ser bom para o aluno. O seu problema tem de ficar do lado de fora da sala de aula. O nosso centro é o aluno que tem de ser preservado. A escola tem de ser gostosa, bonita, e o professor tem de ser amado, e amar o que faz. O aluno tem de sentir orgulho de estar estudando na sua escola. Essa é a base para mim de tudo”, finalizou a secretária.
Compartilhar:
Enviar notícia por email
X
(O link da notícia será enviado automaticamente)
Sugerir correção para a Folha de São Pedro
X
(O link da notícia será enviado automaticamente)
Desenvolvimento de Sites
Dr Pollyany
Guia São Pedro Online
Desenvolvimento de Sites
Dr Pollyany
Guia São Pedro Online